Aprenda a definir sua PERSONA e venda mais

Marketing Tradicional x Marketing Digital
24 de julho de 2019
Aprenda Como Utilizar Anúncios no Google
2 de agosto de 2019
Mostrar todos
Tempo Leitura: 2 Minutos

O ponto mais forte do Marketing Digital é a segmentação. As empresas podem fazer campanhas altamente efetivas, caso a mensagem certa for para a pessoa certa e no momento certo. Contudo, a imensa maioria das empresas sequer conhecem o seu cliente. Parece exagero, mas isso é verdade. Fiz um teste nas últimas reuniões que participei e todos erraram ao tentar responder minha pergunta “Quem é o seu cliente?”

Diferença entre público-alvo e PERSONA

A primeira coisa que temos que diferenciar é público-alvo de PERSONA. O primeiro, é mais geral, tipo Classe A, Médicos, Advogados, etc. Já a segunda, é bem mais profunda, ela entra no mérito das necessidades, dores, idade, gostos, estilos, etc, como se você pudesse escolher exatamente como deve ser a pessoa que busca seu orçamento, pois você sabe que a probabilidade desse tipo de cliente fechar, será enorme.

Como definir sua PERSONA

Só há um jeito: Perguntando e pesquisando, de preferência no ato da venda, pois todos os dias, o seu cliente de ontem não tem mais as mesmas necessidades de hoje. Perguntando pro teu cliente algumas coisas, você irá conseguir chegar o mais próximo possível de um perfil de cliente, que se desse para escolher, você só ia pedir que esse tipo te procurasse. Contudo, algumas empresas possuem parte dessas informações em sua base de dados, bastando um cruzamento de dados inteligente para obter muitas respostas.

Algumas perguntas que você pode fazer a si mesmo para tentar aproximar-se mais do cliente ideal:

Quem é o meu potencial cliente?

O que ele faz?

No caso de produtos e serviços B2B, qual é o tipo de empresa que compra a minha solução? E qual o cargo de quem compra?

Qual o nível de instrução do meu público?

Quais seus desafios e obstáculos?

Quanto de conhecimento ele já tem sobre o meu mercado?

Que tipo de coisa ele se interessaria em aprender sobre o meu setor?

Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?

Quem influencia suas decisões?

UFA! Porém, desse modo, você vai conseguir focar mais nesses clientes que realmente podem te comprar. Essas perguntas vão formar uma espécie de personagem. Existem empresas que aprofundam muito isso, criando nomes e até mesmo bonecos com a PERSONA. Isso facilita na hora de lançar um novo conteúdo, por exemplo. Antes de escrever, é só pensar e discutir com equipe se de fato o “Zezinho” se interessaria por isso.

Não diferente, no Marketing Digital, as suas campanhas têm que ser direcionadas para esse perfil de público mais elaborado, até mesmo os anúncios web têm que falar das necessidades desse teu cliente. Veja esse exemplo de um curso de Piano: Ao invés de colocar no Google Ads apenas “Curso de Piano em Natal RN”, coloca algo do tipo “Aprenda a Tocar Piano Para Os Seus Netos” e configura a campanha para um público de idade mais avançada. Isso se a sua pesquisa atestar que você tem esse tipo de público, idosos que responderam que te procuraram para tocar piano porque os netos deles gostam, entenderam a pegada? O anúncio nem parece anúncio. Soft!

Assim, com certeza a sua taxa de conversão entre propostas e vendas vai melhorar muito, pois utilizando essa segmentação, com uma equipe de vendas organizada, trabalhando um bom CRM, não tem como teu marketing e vendas não girar redondamente, salvo se teu nicho for muito raro mesmo e faltar mercado para o seu negócio.

Se desejar saber mais sobre a criação de PERSONAS, acesse esse Gerador de PERSONAS.

Fico por aqui e espero ter ajudado.

Danilo Araujo

CEO PHD Virtual – Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
× Dúvidas ou Orçamentos?