Seleção da Estratégia Marketing Digital

A importância de ter um site
2 de novembro de 2019
Qualificação de Leads
Qualificação de Leads – Como fazer e sua importância
21 de novembro de 2019
Mostrar todos
Tempo Leitura: 4 Minutos

Pessoal, nesse artigo vamos resumir como as ferramentas de marketing digital, quando utilizadas em conjunto, podem impulsionar o seu negócio para as nuvens e tornar o seu processo de vendas muito mais fácil. Afinal, se o seu marketing tá bem feito e alinhado ao seu setor de vendas, o sucesso na sua conversão é só consequência.

Primeiramente, é preciso entender sua estratégia de marketing como um time de futebol, bem entrosado e não deixando brecha alguma para que teu cliente não te coloque dentre as primeiras opções de compra dele.

Seleção do Marketing Digital
Estratégia de Marketing Digital

Branding, Mídia Social, Blog e PR Marketing

De goleiro, nós temos o Branding, que são campanhas de fortalecimento de marca, explico: sabe aquela campanha que não converte nada? Mas que as pessoas olham sua marca e você consegue passar uma mensagem positiva da dor e necessidade que seu negócio resolve para ela? Pronto, isso é Branding (resumidamente e em uma linguagem de fácil entendimento, ok?). Essas campanhas devem ser feitas SEMPRE! Ela que faz o cliente lembrar de você e buscar teu nome no Google pra te ligar quando precisa de uma solução que você tem! Vamos a uns exemplos? No OFF: Outdoor, Rádio, etc. No ON: Marketing conteúdo ou imagens institucionais com frases de impacto, merchandising online com blogueiros, etc. Aqui, sua logomarca deve tá bem feita e a comunicação do anúncio deve passar a posição que seu negócio tem, sempre utilizando uma linguagem e os canais que seu público utilizam e se identificam. Assim, fica muito mais fácil o seu potencial cliente lembrar da sua marca quando precisar do seu produto ou serviço.

Caminhando para a linha de defesa, temos a mídia social (Facebook, Instagram, Linkedin, etc) com postagens inteligentes e com conteúdos ricos, que façam o seu potencial cliente a perceber que possui um problema e tenha uma solução no seu conteúdo. O blog no seu site, que fará o cliente passar mais tempo consumindo mais conhecimento seu e te tendo como referência na área, além de ser de suma importância para o seu crescimento orgânico no Google. Por fim, o PR Marketing, que nada mais é do que uma Assessoria de Imprensa, em que a empresa ou o jornalista, envia pautas interessantes para à imprensa publicar sobre uma situação em que sua empresa atua ou notícias sobre a sua marca mesmo.

Com essas ações de defesa bem feitas, o teu público irá sempre ver notícias suas agradáveis e que possam ajudá-los em algo e, quando ele receber alguma oferta sua, a sua imagem em seu processo de decisão está bem clara e o “sim” torna-se cada vez mais fácil de acontecer.

Relacionamento, SEO e Inbound Marketing

No meio de campo, temos ações como a de Relacionamento, SEO e Inbound Marketing. A primeira, trata daquela indicação boca a boca, ou de avaliações que seus clientes fazem de você no Google Meu Negócio, no seu site, nas mídias sociais ou nas suas Landing Pages, além do pós-venda que você tem com os seus clientes, enviando novidades com conteúdos interessantes e que possam ajudá-los no presente ou no futuro. Já o trabalho de SEO (Search Engine Optimization), trabalha o seu melhoramento nos buscadores (Google e YouTube como os principais objetivos), através de conteúdo, programação interna da estrutura das páginas e link building (construção de links apontado pra seu site) que gerem autoridade pro algoritmo do Google. Esse bato-papo sobre SEO iremos nos aprofundar em outro artigo, apesar de já termos um básico falando do assunto. Por último, o Inbound Marketing é uma estratégia envolvendo marketing de conteúdo e automação, que podem ser realizadas com ferramentas apropriadas de marketing digital e muita estratégia de nutrição de leads do topo do funil (captação) até a base do funil (momento da compra), preparando o seu lead para o momento certo de comprar. Aqui, é muito importante que você tenha a sua Persona definida.

Tráfego Pago, ABM e Outbound 2.0

Por fim, temos os craques do ataque, que são os que convertem mais! Social Ads, que são os patrocinados das redes sociais, como o Face Ads e Insta Ads. ABM (seleção dos leads que iremos lançar a campanha, os que tem mais chances de conversão), Outbound 2.0, que são aquelas prospecções ativas, através de abordagens presenciais, ligando, por e-mail ou WhatsApp, e Ads Search, que são os patrocinados das buscas no Google e rede de pesquisa. Geralmente, os clientes nos procuram na agência querendo apenas fazer campanhas de ataques! 

Contudo, essas ações são voltadas pra leads que já estão no ponto de compra (fundo do funil), e que convertem muito mais quando esses leads já tiveram algum contato com sua marca antes, justamente com a linha de defesa e do meio de campo! Ações de Remarketing são altamente eficazes, pois fica mais fácil vender para quem já teve contato com sua marca antes (ex cliente, cliente da base, quem já acessou seu site recentemente ou interagiu com um anúncio seu em uma rede social, etc).

Assim, imaginando esse time de futebol, você pode montar bem uma estratégia global de médio e longo prazo para o seu negócio, parando de insistir em campanhas promocionais e de curto prazo, saindo do oceano vermelho da concorrência e focando na construção da sua autoridade, que facilitará muito quando você tentar converter a venda, que é o que mais importa, não é mesmo?

Fico por aqui e espero ter ajudado.

Danilo Araújo – 84 99985-4224 (WhatsApp)

CEO PHD Virtual – Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!